Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
Dr. Paulo Fontani Coordenador de Educação da UNESCO
Izabel Ribeiro Idealizadora e Coordenadora do Projeto Projeto Valores Humanos
 
"não é qualquer escola que vai conseguir a mudança para melhor da sociedade, tem que ser uma escola que trabalha valores humanos e que tenha a participação da comunidade"
Dr. Paulo Fontani
Untitled Document
 
DEPOIMENTO SOBRE O PROJETO "VALORES HUMANOS" NA ESCOLA ESTADUAL CARLOS PRATES - ITAMBACURI

Hoje o mundo está passando por diversas transformações algumas são extremamente importantes, outras nem tanto. Mas com esta evolução o ser o humano está deixando de lado coisas mais importantes para seu crescimento em sua totalidade, são os valores humanos, os quais ajudam em nossa formação física, mental e espiritual. A nobreza de dar um bom dia, de ser solidário, de respeitar a todos sem discriminação, ser educado e obediente, e acima de tudo amar, está ficando cada dia mais raro.Será que estamos perdendo a nossa identidade de "Ser Humano"?

Qualidades que antigamente eram de suma importância estão se perdendo e dando espaço à violência e a falta de amor, e o principal alvo destas transformações são as nossas crianças. Como diretora da E. E. Carlos Prates, eu pude ver e sentir na pele todas essas transformações, principalmente relacionada à indisciplina e a violência, uns com os outros e também contra os professores.

Estávamos preocupados com a situação, porém, não tínhamos uma estratégia eficiente que pudesse ajudar a resgatar os valores que eu havia aprendido quando criança e sabia que era de suma importância para formação de um cidadão. Foi então que fiquei sabendo do projeto "Valores Humanos" através da analista da SRE, Ivanilde, que me deu muita força. Então eu pensei, este projeto poderia nos ajudar. Fiz uma reunião com os professores coloquei a situação, prontamente todos abraçaram a causa.

Primeiramente entrei em contato com mentora do projeto Dr.ª Izabel, que prontamente veio até á escola juntamente com Cristina, diretora de uma escola de Teófilo Otoni, fazer uma palestra e ajudar a implantar o projeto. Todos os professores estavam presentes sem exceção, eu via ali a oportunidade de ajudar ainda mais na formação dos nossos alunos.

Os professores juntamente com todos os funcionários da escola ficaram muito animados e logo depois de tudo aquilo que havíamos aprendido,fomos logo pondo a mão na massa. Dividimos os professores em grupos,cada grupo era responsável para trabalhar um tema determinado, esse tema era trabalhado durante duas semanas. Os temas foram escolhidos pelos professores para atenderem as necessidadesdos nossos alunos.

A princípio parecia que as coisas estavam do mesmo jeito, mas mesmo assim não desanimamos continuamos,sabíamos que teríamos que dar tempo ao tempo, que aos poucos nossos alunos seriam inundados com aqueles belos ensinamentos, e foi o que aconteceu. Há quatro anos este projeto foi implantado em nossa escola e trouxe transformações extraordinárias.Eu, e todos os professores estamos muito felizes por todos os frutos que nós conseguimos, sabemos que tem muito ainda a fazer mas temos a certeza que estamos no caminho certo.

Para finalizar vou contar uma história que aconteceu na escola e que chamou muito a minha atenção. Certo dia eu estava na minha sala cuidando de alguns assuntos burocráticos, quando de repente, apareceu em minha porta a mãe de um aluno, esta pediu que eu a atendessepois, queria conversar comigo sobre seu filho, a princípio fiquei um pouco preocupada, pois conhecia aquele garoto. Então a mãe me disse: "Dona Bernadete, estou muito preocupada com o meu filho", eu então perguntei o porquê, ela então me respondeu. "De uns tempos para cá tenho observando que meu filho anda tendo um comportamento estranho dentro de casa". Como assim:"Agora ele não fica mais xingando uns palavrões que não saia de sua boca, está mais educado, me ajuda nas tarefas de casa, está mais carinhoso e atencioso, coisas que antes ele não era" parece que ele está doente. Naquele momento meu coração explodiu de tanta alegria, pois os resultados estavam ultrapassando os muros da nossa escola e chegando onde nós queríamos. Então eu disse a ela que ele não estava doente, mas sim que ele estava apenas distribuindo amor.

Termino aqui o meu depoimento, agradeço a todos os idealizadores deste projeto principalmente você Dr.ª Izabel por toda garra, determinação e outras escolas tenham a alegria e a satisfação de adotar esses ideais, pois tenho certeza que são de suma importância na formação de um "SER HUMANO, mais HUMANO".

© Copyright 2011 Projeto Valores Humanos
Produzido Por Rota das Pedras

contador de visitas